Mãe

Palavra curta, pequena
Mas de significado infinito.
Mãe a ti hoje dedico
Meu poema mais bonito.

Você me ensinou a andar, falar e também viver
Deu a mim todo amor, que havia em seu ser.
Muitas vezes até o pão, tu deixastes de comer,
Para que seu filho amado pudesse se satisfazer.

Tantas vezes tu deixastes teus sonhos de lado,
Para realizar os meus, mesmo com esforço suado.
Tu queria oh mamãezinha, que eu nunca pudesse crescer,
Mas eu cresci e já sou homem, e não mudei meu amor por você!

Um dia tu segurastes, teu filho com muito amor,
Me embalastes em teus braços, para eu dormir no teu calor.
Algum dia mamãezinha, serei eu a te embalar,
Cantando canções de ninar, que muitas vezes me fizeram sonhar.

Sei que cresci e sou velho, não tenho tanto tempo pra ti,
Mas meu coração sempre está perto te convidando a sorrir.
Hoje é um dia de festa, dia alegre e especial,
Para a mamãe mais bonita, meu anjo celestial.

Te Amo Mãe!
(Sônia Regina)

Com Amor
Frank S. C. Writer

Gostou do conto? Que tal deixar um comentário!