O Causo do Guaxibondo.

Crianças vou contar uma história agora, que minha avó contou pra mim e a avó dela contou pra ela… O Causo do Guaxibondo. Diz uma antiga fábula, que nos tempos bem remotos, antes do mundo ser mundo, antes do homem ser homem, que um marimbondo muito faceiro se apaixonou por uma linda guaxinim, mas os pais da moça não aprovavam essa união, diziam não fazer sentido, onde já se viu um guaxinim ser casada com um marimbondo?

Mas os dois se amavam, e eles amavam-se intensamente. A guaxinim queria ter asas para bem longe com o marimbondo voar, este por sua vez só pensava em ter pelos e rabo para que o pai da moça pudesse o casamento dos dois abençoar.

Passaram se os anos e a moça foi prometida para um nobre guaxinim, ela sofria e chorava, noite e dia era sua agonia, sua mãe já não sabia mais como confortar a pobre menina. O pai, um bruto severo, não queria nem saber de sua filha com seus “lero-lero”.

O pobre do marimbondo, quando soube do tal casamento. Quis tirar sua própria vida, era grande o seu sofrimento. Foi ferroar uma leoa pra morrer enquanto era tempo. Ele não queria nem imaginar, sua amada em outros braços, como o pai da moça podia, condenar a própria filha para morrer por seu descaso.

A família estava pronta, era o dia do casamento. Papai e mamãe guaxinim arrumaram tudo a tempo. A noiva estava linda, era tudo que se dizia, mas para a surpresa de todos a música da entrada tocou sete vezes e mesmo assim ela não aparecia. Foi um desespero tremendo, o pai da moça, a mãe e o tal noivo ferrenho. Só via bicho correndo, do norte até o sul, o boato correu rápido, estavam todos sabendo até mesmo o canguru.

O pobre do marimbondo era o único que não sabia, tudo que ali acontecia. preparava-se para dar uma ferroada agressiva na pobre de uma leoa, enquanto essa dormia. A mira estava pronta, e ele estava armado. E antes que pudesse concluir o seu projeto tão planejado, escutou um lindo som, de sua amada guaxinim, ele fez um desvio certeiro e encontrando seu amor verdadeiro, se pôs ao seu lado festeiro.

Ele não acreditava, no que seus olhos ali viam. Ela vestida como noiva, linda e adornada, uma princesa parecia. Ele então disse pra ela que momento melhor não haveria, poderiam se casar e começar uma família. Mas ela então lhe respondeu, como poderiam se casar? Se quem faz o casamento, não estava no lugar! Ele a beijou no focinho e apontou para a leoa, se o leão é o rei da selva, estavam na frente de uma rainha e que ninguém desafiaria as ordens de tal autarquia.

E foi assim que fizeram, decidiram se casar. Acordaram a leoa para a história explicar. Antes que eles terminassem, ela já estava a chorar e concordara sem reclamar daquele amor abençoar. E assim eles se casaram, ali no meio do nada. Dona leoa além de os casar deu-lhes de presente um nobre lar, e para o marimbondo faceiro o seu reino a zelar.

Passaram-se muitos anos, antes que eles regressassem. Não regressaram como fugiram, como se fossem qualquer um, o marimbondo era o rei e sua guaxinim uma rainha, tudo isso porque a leoa não teve filhos e adotou os dois como sua família.

O pai da rainha guaxinim já logo cresceu o olho, o genro que antes odiava, era agora o seu tesouro. O velho malandro até segurou nos braços o seu neto Guaxibondo. Olhando aquela criatura, ele quis então chorar, mas lembrou-se que aquele em seus braços, era o herdeiro de todo lugar e para se aparecer o seu netinho foi beijar.

Ele levou uma ferroada que deixou vermelho seu focinho, todos caíram na risada pelo acontecido, até a mamãe guaxinim sorria do seu pobre e infeliz marido. O bebezinho Guaxibondo foi a alegria do lugar, todos o queriam segurar e também abençoar. Alguns achavam engraçado, aquela estranha combinação. Mas quem manda no amor ou até mesmo em seu próprio coração?

E foi assim que nasceu, esse belo Guaxibondo… Vindo de um amor verdadeiro de uma guaxinim e um marimbondo, diz então a tal lenda que ele foi um rei muito honesto, seu reinado foi de paz, prosperidade e progresso, quando enfim descansou, nosso nobre Guaxibondo, não deixou nenhum herdeiro legítimo para assumir seu trono, o reino voltou para os leões que até hoje veneram, o nobre rei Guaxibondo!

Crianças sei que é difícil imaginar, o causo do rei Guaxibondo. Mas a mãe dele era a guaxinim, já pensou se fosse um marimbondo? Minha avó me contou essa fábula e eu as conto pra vocês, não contem para seus filhos, só para os netos que há vez. A vovó aqui se despede, pois o sol já está se pondo, no horizonte dessa terra, onde em algum lugar repousa o rei Guaxibondo.

Gostou do conto? Que tal deixar um comentário!